quinta-feira, 30 de julho de 2015

[caminhos de Santiago]

É hoje. Daqui a poucas horas vamos em direcção a Lugo, o nosso ponto de partida, onde ficamos por uma noite. Tenho a mala quase pronta [falta sempre qualquer coisa], e tudo preparado para quem fica. 
Nesta altura estou sem grandes palavras. Isto é difícil. Deixar. Mas é bom ir, e será ainda melhor, voltar.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

30/52


"A portrait of my children, once a week, every week, in 2015"

inspirado na jodi.

Teresa, 17 meses - Com cara de santa, mas isto foi mesmo antes de fazer uma grande cena por tê-la impedido de correr para as escadas rolantes.
Bárbara, 4 anos - Trocou sorrisos com uma rapariga que lanchava ao nosso lado. Disse-me "mamã, aquela menina é muito bonita". A sério. Eu gostava de ter um gravador incorporado no cérebro, para nunca mais me esquecer das coisas lindas que tenho ouvido desta miúda.

Como houve atraso na publicação das fotos das semanas anteriores, facilito-vos a vida e deixo aqui os links. Semana 28, aqui. Semana 29, aqui.

29/52


"A portrait of my children, once a week, every week, in 2015"

inspirado na jodi.

Bárbara, 4 anos - Vejo-a tratar da Vitória como eu trato dela, com as mesmas expressões, com as mesmas palavras e percebo. Percebo como é importante o que ela ouve, sente e vê.
Teresa, 17 meses - De manhã, vê o biberão, e depois de lhe arranjar as almofadas no sofá, trepa, deita-se e diz "dá". E nós damos.

28/52

"A portrait of my children, once a week, every week, in 2015"

inspirado na jodi.

Bárbara, 4 anos - Tem os abraços mais deliciosos. 
Teresa, 17 meses - Dá-me beijos na boca em séries de 3 e diz "mmmmmaaaaaaaá!"

sábado, 25 de julho de 2015

[caminho de Santiago]

Desde 2009 que tenho vontade de fazer o caminho de Santiago, mas por razões da vida nunca foi possível. Este ano, o da minha estreia, será o Caminho Primitivo e fiquei a saber que se chama assim porque foi mesmo o primeiro percurso feito por peregrinos rumo a Santiago de Compostela.
Somos nove mulheres, tirando as pessoas que nos vão dar apoio e que se vão revezando. Começamos em Lugo, para iniciar a primeira de cinco etapas, Lugo-S.Romão da Retorta. Depois Melide, Arzúa, O Pedrouzo e Santiago de Compostela.

Não sei bem o que me espera, falo não só em termos de dificuldade, mas também da experiência em si. Tenho as minhas motivações, mas não levo muitas expectativas. Prefiro ir receptiva ao que este Caminho me vai mostrar, isto é, como disse uma amiga, como uma esponja.

Deixo as minhas filhas, pela primeira vez. E o Daniel. Ponderei muito, perguntei-me se estaria a fazer bem, mesmo sabendo que não sou a primeira nem serei a última a fazê-lo, por tantos motivos diferentes. Mesmo sabendo que é o vínculo que estabeleço com elas diariamente que importa, haverá uma ausência minha e, onde eu estiver, haverá a ausência deles, e isso traz-me já saudades. Mas, se ainda assim a vontade de ir permanece e a motivação se mantém, então sim, devo ir de alma e coração. Livremente, e exactamente assim, como a A. disse, como uma esponja.

[A Teresinha gostou das minhas botas de caminhada, umas Merrell com sola exterior Vibram, recomendação das mais experientes. Se tiver tempo escreverei sobre o que levo comigo e a minha  pouquíssima preparação].

quarta-feira, 22 de julho de 2015

[coisas dos dias normais]

Julho tem sido uma loucura de agendas, não só a minha, a do pai também. O normal nesta altura do ano, para poder descansar 3 ou 4 semanas, antecede-se uma maratona de trabalho para fechar alguns projectos e deixar outros num stand-by confortável.

Antes das nossas férias a quatro e daqui a oito dias, vou em peregrinação a Santiago de Compostela com um grupo de amigas. Para algumas delas será a quarta vez, mas para mim será a primeira. De repente apercebo-me que falta apenas uma semana e tudo para preparar. Tenho as botas de caminhada e uma lista de coisas para pôr na mala e na mochila. Não tenho tido muito tempo para preparar convenientemente esta viagem e isso deixa-me ansiosa.




Até ao final da semana é trabalhar, trabalhar, trabalhar, sem grandes pausas e divagações. A lista de to do's vai diminuindo com o número de dias que faltam para as férias, é uma questão de foco. Vai correr bem. E vai compensar. 

27/52

"A portrait of my children, once a week, every week, in 2015"

inspirado na jodi.

Teresa, 17 meses - Nas últimas semanas deu um pulo no desenvolvimento. Começou a cantar, repete muitos sons, aventura-se a subir a cadeiras, mesas, móveis em geral.
Bárbara, 4 anos - O medo dela agora é de barulho: tambores, orquestras, bandas, foguetes e fogo-de-artifício. Tal como com todos os outros, há que valorizar na medida certa, desmistificar, e ajudar a ultrapassar, sem dramas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...